Facebook Twitter
pornodingue.net

Uma Nova Sexualidade Em Um Mundo Pós-feminista?

Publicado em Junho 18, 2021 por Otha Conzemius

Não é pequeno que as meninas ainda estejam sendo julgadas por suas capacidades reprodutivas e quão bem se encaixa na versão pró-social do Nurturer. No entanto, embora algumas mulheres negurassem a tensão que 'pode trazer tudo' pode trazer, elas também reconhecem a desigualdade da divisão trabalhista dentro e além do lar que é a origem de tal estresse. O direito básico às oportunidades iguais permanece independentemente e é uma batalha que ainda está sendo travada.

E a sexualidade feminina na geração de nossas mães? É uma notícia antiga que a pílula contraceptiva permitiu que as mulheres sem precedentes liberdade sexual. Mas, assim como toda a polêmica do local de trabalho/vida em homenagem, as mulheres são denegradas e castigadas sobre as escolhas que fazem sob a bandeira da libertação sexual, se essas escolhas não se sentavam perfeitamente dentro da visão tradicional da sexualidade feminina. "As mulheres legais não" podem ser um clichê, mas seu julgamento negativo implícito permanece ocupado no mundo.

No entanto, apesar disso, algumas mulheres estão optando por manter sua sexualidade na arena tradicionalmente masculina, desafiando argumentos feministas do século XX, que as mulheres só estão sendo exploradas se trabalharem na indústria do sexo, por exemplo.

Então, e a nova postura pós-feminista que o setor sexual pode oferecer a chance de as mulheres manter o controle e o poder sexual? Em vez de vítimas e manipulação, muitos estão argumentando que é uma recuperação da mulher, uma vitória radical contra o estigma ligado à sexualidade feminina no mundo dominado por homens. Se você concorda ou não, um dançarino de volta é aquele com todo o poder, ou pensa que a pornografia para as meninas não é simplesmente lavar o problema maior, uma coisa é certa: as mulheres estão se sacando a vergonha apegada à sexualidade feminina .

Uma área em que isso é evidente, talvez mais do que qualquer outro, é a web. Seria justo admitir que a proliferação de pornografia na web global atende a principal para os caras, e as conversas de longa duração sobre se é explorador são absolutamente legítimas. No entanto, seria absurdo pensar que a fêmea da espécie apenas abriga um desejo de sexo procrional, matrimonial e de posição de missão; Com o aumento da abertura a um submundo de um desejo sexual, as mulheres estão reivindicando seus desejos sexuais e realizando-as on-line.

Dispostos a desfrutar de material explícito, caso escolham, as mulheres também estão optando por sair do surf voyeuristic e ficar ativo: há um número crescente de sites de namoro on -line que atendem especialmente ao mercado de 'Adultos'. À medida que os negócios em expansão dos datados on -line florescem, surgem bolsos de locais de mercado que ajudam a aprovação de uma nova cultura sexual para meninas. A etiqueta típica de namoro é anulada com uma honestidade libertadora do que as mulheres podem estar buscando. Se você deseja pesquisar seu desejo de dominar, pode. Se você deseja conhecer alguém que gosta de seu corpo de tamanho super, existem sites dedicados. Na verdade, qualquer que seja o gosto ou a prática sexual especial, mulheres e homens estão anunciando abertamente para cumprir pessoas que pensam da mesma forma, sem estigma.

Veja a cena do fetiche, por exemplo. As meninas estão encontrando parceiros por meio de sites especializados e formando amizades com outras garotas na cena do fetiche, na medida em que são organizadas sob o código de vestimenta de A'vanilla; desgaste diários em lugares comuns.

Ninguém está afirmando que a revolução sexual parou de girar. É necessário desafiar e debater questões que afetam adversamente as mulheres, de acordo com a recente mídia se concentra nas mulheres que trabalham e têm famílias. Alguns podem até dizer que a antiga fonte de feminismo se desviou. No entanto, neste mundo pós-feminista, as mulheres estão sem dúvida afirmando sua sexualidade de maneiras sem precedentes, saindo do armário e sem vergonha de fazer isso por si mesmas.